segunda-feira, 12 de julho de 2010

nonsense

Hoje eu vou variar um pouco, chega de falar de amor né? Ninguém aguenta mais, ver o amor por todo lado, deixando as pessoas bobas e cheias de sorrizinhos; ou pior, vendo o amor maltratando tanta gente. Não, vamos falar da rotina?
Juro que não entendo porque tanta gente odeia tanto a rotina. Porque o mundo tem tanto medo do tédio a ponto de preferir se juntar a qualquer pessoa, a qualquer grupinho futil só pra fazer contatos novos a cada dia.
Tudo bem, pode até ser que eu esteja generalizando, quer dizer; conhecer uma ou outra pessoa nova é bom, fazer coisas novas em lugares novos. O mundo é grande, tem muito pra nos oferecer. Mas e o conteúdo? Não só o conteúdo das pessoas que você conhece, mas os principios que você passa a ter pela convivencia com certas pessoas. Vamos lá, deixa a hipocrisia de lado e adimita que você não é tão cabeça forte assim. Adimite que depois de passar muito tempo com alguém você acaba absorvendo caracteristicas, ou criando nojo por determinadas coisas.
Não ententendo porque o medo da rotina muda tanto as pessoas, não entendo qual é o grande problema em ser normal, em gostar de coisas idiotas, em usar óculos estranhos mas, confortáveis. Pode até me chamar de mediocre por não entender tantas coisas, ou de hipócrita por acreditar que o conteúdo das pessoas é de fato muito importante. Sabe porque? Porque apesar de me importar com o que você pensa, eu sei bem que você não me vê como eu sou, você me vê do modo como você é. Então.. talvez, você que me acha mediocre e hipocrita seja uma daquelas pessoas futeis que eu tão carinhosamente citei acima.
que as devidas carapuças sejam vestidas.

Um comentário:

Victória Guarino. disse...

Oii !
é legal falar sobre esse assunto, e descobrir milhares de pontos de vista sobre a mesma coisa,
esses dias tava lendo um texto da Martha Medeiros sobre a rotina, basicamente no texto ela dizia: A rotina é legal.